Pesquisador da Ufal ganha prêmio de mais de R$ 750 mil da marca suíça de relógios Rolex

Publicado em 14 de Jun de 2019

Um pesquisador vinculado ao Instituto de Ciências Biológicas (ICBS) da Ufal acaba de receber nesta quarta (14), em Washington, nos Estados Unidos, um dos mais prestigiados prêmios voltados para trabalhos inovadores nas áreas de ciência e saúde, meio ambiente, tecnologia aplicada, exploração e patrimônio cultural.

O biólogo João Vitor Campos e Silva, especializado na pesquisa de peixes (ictiologia), foi o único brasileiro entre os cinco vencedores este ano do Prêmio Rolex de Empreendedorismo (Rolex Awards for Enterprise), promovido pela marca de relógios suíça, recebendo 200 mil francos suíços (Mais de R$ 770 mil na cotação de hoje) para o projeto de preservação do Pirarucu (arapaima), maior peixe de escamas de água doce do planeta que corre risco de extinção na região amazônica.

Ao todo, o pós-doutorando da Ufal, que também integra a equipe da Pesquisa Ecológica de Longa Duração na APA da Costa dos Corais, desenvolvido na Ufal com financiamento da Fapeal e CNPq, concorreu com 957 candidatos de 111 países.

Em 2018, Joao Vitor já havia recebido em Brasília o Prêmio Jovem Cientista, do CNPQ, na categoria Mestre e Doutor, por sua pesquisa sobre um modelo de manejo do Pirarucu da Amazônia. Natural de Piedade (SP), o pesquisador mantém residência em Maceió e também atua como professor colaborador no ICBS da Ufal na área de Ecologia e Conservação.

Veja vídeo e saiba mais sobre o projeto no site da Rolex aqui.


Mais lidas

 

  • Ideias
  • Agenda A ideias é um espaço plural discussão de temas comprometidos com a melhoria do ambiente de negócios e da qualidade de vida dos alagoanos.

  •  
  • Turismo
  • Vídeos

© AGENDA A 2013. All rights reserved