Alagoas, Sexta, 24 de Maio de 2019
  • Enviar e-mail
  • Facebook

Jacarecica ou Barra da Tijuca? Torres de 20 andares mudam cara do Litoral Norte

Publicado em 02 de Outubro de 2014

Condomínios com torres de 20 andares com amplas áreas de lazer privativas no térreo estão mudando a paisagem do litoral Norte de Maceió, de Jacarecica a Ipioca.

Como Plano Diretor de Maceió da capital, aprovado em 2005, permitiu que o gabarito das edificações na região (número de pavimentos) pudesse ser mais do que o dobro do da orla da Pajuçara e da Jatiúca (desde que o espaçamento entre os edifícios também aumentasse de acordo com altura), os novos lançamentos imobiliários com 20 andares ou mais começam a mudar a paisagem do litoral – ainda mais valorizada desde a inauguração do Parque Shopping Maceió, em novembro do ano passado.

Entre as maiores torres está o Riviera Alpha, da construtora Marroquim, com dois edifícios de 23 andares cada e quatro apartamentos (de 250 ou 186 m²) por pavimento. Vendido como a opção de prédio “de frente para a praia e de frente para o shopping”, o condomínio fica exatamente em frente ao Parque Shopping, na Cruz das Almas.

No mesmo bairro, ao lado do shopping, a construtora Cerutti construirá o Infinity Coast, com apartamentos menores, de 50 e 67 m², e um total de 160 unidades distribuídas em duas torres de 20 andares cada.

Já a construtora Moura Dubeux, conhecida em Pernambuco pela construção de espigões de até 40 andares no Recife, está erguendo de frente para o mar de Jacarecica duas torres do Sea Park Evolution. Com itens de lazer como piscina de borda e espaço “zen” e academia, os prédios de 20 andares estão sendo anunciados como o primeiro “home resort urbano” da cidade, com apartamentos variam de 72 a 141 metros quadrados, e previsão de entrega é para 2017.

Na ex-pacata praia de Guaxuma, a V2 construtora se prepara para entregar no final de 2018 o Gran Marine, com duas torres de 20 andares e 240 apartamentos no total, com opções de 114 e 145 metros quadrados.

De acordo com a Prefeitura de Maceió, todos os projetos seguem a legislação e estão de acordo com o Plano Diretor aprovado em 2005, ainda na gestão do ex-prefeito Cícero Almeida. Por exigência do Ministério Público, contudo, cabe à Prefeitura garantir equipamentos urbanos e vias de acesso às praias para a população, não permitindo que trechos da orla venham a ser, na prática, privatizados.

E ainda que o Plano Diretor possa ser revisto ano que vem, data prevista de sua revisão após 10 anos de aprovação, tudo indica que a paisagem da região jamais será a mesma.



  • Ideias
  • Agenda A ideias é um espaço plural discussão de temas comprometidos com a melhoria do ambiente de negócios e da qualidade de vida dos alagoanos.

  •  
  • Turismo
  • Vídeos

© AGENDA A 2013. All rights reserved