Alagoas, Sábado, 15 de Dezembro de 2018
  • Enviar e-mail
  • Facebook

Com edição limitada de camisetas, projeto social lança coletivo de bordadeiras nesta terça

Publicado em 13 de Novembro de 2018

No início, elas eram conhecidas apenas como as “mães do CREN” – mulheres em situação de pobreza, sem qualquer formação profissional, que, diariamente, levavam seus filhos para serem alimentados pelos voluntários do Centro de Recuperação e Educação Nutricional (CREN), ong há 11 anos responsável por combater a desnutrição em crianças de 0 e 6 anos na comunidade da Portelinha, nos arredores do aeroporto.

Agora, após uma série de oficinas de capacitação em bordado comandadas pela estilista alagoana Alina Amaral, boa parte destas mulheres ganha também uma “nova identidade”: serão as bordadeiras do coletivo Aarteando, projeto social que passa a oferecer serviços de bordados handmade (feito à mão) e criações artesanais sob encomenda para marcas de moda ou empresas em busca de peças personalizadas como bolsas e camisetas.

O lançamento oficial do projeto será realizado nesta terça-feira (13), às 19 horas, na Galeria Gamma, com a apresentação de uma coleção especial de camisetas bordadas pelo Aarteando a partir de estampas de frutas criadas pela artista visual Vera Gamma. Na ocasião, será inaugurada também a exposição "Arte que Nutre", com as telas originais que deram origem às camisetas. Em edição limitada, as camisetas estarão à venda no dia do evento e durante o período da exposição (até 30 de novembro) por R$ 150 e terão toda a sua renda destinada ao projeto e às bordadeiras. Já as telas assinadas por Vera Gamma também estarão à venda, com 40% da renda destinada ao projeto.

“Este é um projeto que iniciou-se há cerca de cinco meses, quando fui convidada por Telma Toledo, responsável pelo CREN, a oferecer uma oficina de bordado para as mulheres da região”, conta Alina Amaral, que traz em sua bagagem de estilista a criação de figurinos para shows de artistas nacionais como Daniela Mercury, Elba Ramalho e Mariene de Castro, entre outras. Divididas em duas turmas, cerca de 80 mulheres passaram a participar dos encontros de capacitação em diversas técnicas e pontos de bordado. “Começamos do zero, ensinando a pegar na agulha mesmo. De lá para cá, um filtro natural foi acontecendo, até chegarmos a este grupo final, altamente profissionalizado, de 20 mulheres que hoje compõem o Aarteando”, diz Alina. A ideia da coleção de camisetas “Frutas” surgiu com o objetivo de engajar o grupo em um projeto concreto, que pudesse trazer um retorno financeiro real e imediato às bordadeiras, além de servir como prova de força do trabalho coletivo. “Tem sido uma experiência incrível ver não só a transformação de horizonte delas, como a receptividade e a união de diversos parceiros para transformar este sonho em realidade”, diz Alina. Confira abaixo algumas das peças que fazem parte da coleção e da exposição.

 



  • Ideias
  • Agenda A ideias é um espaço plural discussão de temas comprometidos com a melhoria do ambiente de negócios e da qualidade de vida dos alagoanos.

  •  
  • Turismo
  • Vídeos

© AGENDA A 2013. All rights reserved