Novo restaurante na Jatiúca dá toque contemporâneo a receitas de família; confira aqui

Publicado em 16 de Abril de 2019

O chef Rodrigo Aragão, à frente do sertanejo Ôxe, na Amélia Rosa, sonhava há tempos em abrir uma casa com receitas que aliassem técnicas contemporâneas com receitas “afetivas” inspiradas nos almoços de domingo em família ao lado da avó, Dona Alice, chamada carinhosamente pelos netos de “Lali”.

A partir desta quarta (17), Lali também será o nome do novo restaurante do chef (em sociedade com o irmão e sua mãe, Victor Aragão e Anair Araújo),  localizado na Av. Antonio Gomes de Barros (172 B, antiga Amélia Rosa, entre Super Bits e Fornetto), a uma quadra de distância do Ôxe.

“Queria abrir uma casa onde pudesse oferecer um cardápio que incluísse tanto ingredientes como peixes e frutos do mar, quanto pratos de carne na brasa e outras receitas que lembram essa atmosfera de almoço em família”, diz Aragão, que em 2017 passou uma temporada em São Paulo para estagiar em restaurantes tão variados como o Dom, de Alex Atala, o Esquina Mocotó (do chef Rodrigo Oliveira) e o Cór, especializado em carnes na brasa, do chef Jeovane Godoy.

No Lali, o cardápio inclui pratos como peixe na folha da bananeira (acompanhado de quiabo, maxixe, cenoura, batata, talo de cebolinha e velouté de coco, por R$ 57), costela de búfalo (com pirão de carne, cenoura, batata, vagem, brócolis e beterraba, por R$ 38), panceta (barriga de porco com pele crocante, arroz com castanha e molho shoyu, por R$ 42), além de receitas “reconfortantes” como o espaguete a bolonhesa (com almôndegas recheadas de queijo, por R$ 32), nhoque de abóbora (com farofa de castanha e manjericão, por R$ 42) e galetinho (sobrecoxa desossada com feijão tropeiro, por R$ 29).

Como entrada, há opções como Ceviche (de peixe que leva também manga verde e caju, por R$ 28), polvo com rapadura (com batata doce e molho de rapadura, por R$ 32), porções de bolinhos de macaxeira com queijo (por R$15) e até carpacccio de charque (por R$ 25).

Para beber, além de cervejas nacionais (como Heineken) e artesanais alagoanas (como chope da Clube 66), o cardápio inclui drinks variados com frutas brasileiras como jabuticaba, caju e laranja Bahia. 

Com 26 lugares, o restaurante abrirá inicialmente de terça a sábado, apenas para o jantar, e domingo, somente no horário do almoço.   


  • PALATO

Mais lidas

 

  • Ideias
  • Agenda A ideias é um espaço plural discussão de temas comprometidos com a melhoria do ambiente de negócios e da qualidade de vida dos alagoanos.

  •  
  • Turismo
  • Vídeos

© AGENDA A 2013. All rights reserved