Revista Piauí conta saga do matemático de Alagoas que conquistou o mundo

Publicado em 19 de Dezembro de 2013

Na edição de dezembro da revista Piauí, o cineasta e escritor João Moreira Salles dedica nada menos do que nove páginas a um belo e detalhado perfil do ex-aluno da UFAL Fernando Codá, que despontou como um dos gênios da área em todo o mundo após solucionar a Conjectura de Willmore, um dos mais desafiadores problemas da geometria, em parceria com o matemático português André Neves.

Codá - que na verdade nasceu em São Carlos durante o mestrado dos pais na cidade -, cresceu torcendo pelo CSA e jogando bola descalço em Maceió, entrou no curso de Engenharia da Ufal em primeiro lugar no vestibular, mas logo seria indicado por professores da UFAL para continuar seus estudos no Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (IMPA), no Rio de Janeiro, onde se consagraria como um dos grandes matemáticos do país – e agora do mundo, após a solução do problema que lhe rendeu convites para ensinar nas mais renomadas universidades estrangeiras, tendo escolhido a Universidade de Princeton, para onde parte em setembro de 2014.

Mais do que um simples perfil do ex-aluno da UFAL, o texto de João Moreira Salles resgata a trajetória da matemática no Brasil e o papel de outras referências alagoanas de destaque na área, como Elon Lages Lima, Manfredo do Carmo e Hilário Alencar. Com tantos alagoanos de prestígio na área, João Moreira chega a perguntar sobre “o mistério dessa particular concentração de matemáticos” de Alagoas.“É o sururu”, disse rindo o alagoano Manfredo do Carmo, cuja tese teria sido corroborada por Alencar: “Sururu tem muito fosfato”.

Assinantes podem ler a reportagem completa no link:

 http://www.revistapiaui.com/edicao-87/vultos-das-ciencias/senhor-dos-aneis



  • Ideias
  • Agenda A ideias é um espaço plural discussão de temas comprometidos com a melhoria do ambiente de negócios e da qualidade de vida dos alagoanos.

  •  
  • Turismo
  • Vídeos

© AGENDA A 2013. All rights reserved